• Até 7 dias para devolver a compra
  • Em até 5x sem juros no cartão
0
Seu carrinho está vazio :(
Apicultura

Os 5 Piores Erros Para Evitar na Criação de Abelhas Sem Ferrão

Publicado em 28.12.2021 |
8 visualizações
Imagem padrão


OS 5 PIORES ERROS PARA EVITAR NA CRIAÇÃO DE ABELHAS SEM FERRÃO


Quando o Embrapa Meio Ambiente decidiu abrir um curso para criação doméstica de abelhas em 2020, não imaginou que receberia o surpreendente número de 35 mil inscrições. O sucesso da criação de abelhas sem ferrão pode ser novidade para algumas pessoas, mas essa prática se tornou uma opção de investimento, e até hobby, de muitos brasileiros.

Todo mundo conhece as vantagens do mel, essa parte não é mistério. O verdadeiro diferencial das abelhas sem ferrão é outro: a fácil manutenção. 

Com pelo menos 200 espécies conhecidas no país, destacando-se a jataí, arapuá e tiúba, o meio ambiente brasileiro tem o potencial perfeito para quem deseja investir na Meliponicultura (criação de abelhas sem ferrão). Elas são tecnicamente fáceis de criar em ambientes urbanos e sua produção de mel pode chegar até R$100,00 o litro. Se você procurar em sites comuns, esse valor é até maior.

Mas não se engane. Quando falamos de fácil manutenção, estamos falando da possibilidade de criação em ambientes urbanos, do potencial para hobby e da ausência de picadas (o que é uma grande vantagem).

Nem por isso a criação de abelhas sem ferrão é simples. Na verdade, muitas pessoas cometem erros primários por desatenção e falta de conhecimento. 

Imagem padrão


APRENDA O BÁSICO E EVITE ERROS NA CRIAÇÃO DE ABELHAS SEM FERRÃO


Se você tem interesse em meliponicultura, precisa saber alguns pontos básicos. 

Primeiro, essa produção contribui para o meio ambiente, com a conservação não só das espécies de abelhas, mas da própria polinização de plantas e culturas agrícolas. 

Ela é, sim, uma atividade de fácil manejo e custos baixos. Você pode começar com poucos equipamentos, já que abelhas podem ser criadas em caixas pequenas, ocupando pouco espaço e manutenção. 

A estrutura para a produção é tão viável que você pode começar ela no seu apartamento. A criação caseira pode ser feita com duas caixas, que custam em média R$50 cada. Se o seu interesse é a venda de mel, então sua produção precisará aumentar para cerca de 40 caixas.

O processo é tão acessível que você pode comprar sua colméia pronta. Porém, você não vai querer cometer esses erros.

Retirada do mel sem o manejo correto
A retirada do mel deve ser feita na época certa, conforme a espécie. A prática predatória de meleiros ao longo da história contribuiu para a diminuição de espécies em diversas regiões. O manejo incorreto na retirada do mel, aliado com a retirada excessiva, sem pensar nas necessidades da abelha, geram a destruição da colônia. 

Confira o calendário de retirada, e não colha todos os potes de mel, principalmente no inverno, Um erro desse pode levar ao fim das suas abelhas. 

Vegetação inadequada na vizinhança.
Abelhas sem ferrão, como a Jataí, sabem muito bem como se virar sozinhas. Para quem está começando agora, elas são uma carta certa e simples, pois se reproduzem bastante, não dão muito trabalho e são consideradas amigas da vida urbanas. 

Ainda sim, é preciso estar atento à vegetação do local. Garanta que o ambiente está longe da pulverização de agrotóxicos, protegido do sol contínuo e com uma boa fonte de água limpa disponível. 

Captura despreparada
É fácil atrair as abelhas para seu ninho-armadilha. Um pouco de própolis (de abelhas sem ferrão, geralmente jataís), e o cheiro do local fará o trabalho. 

Mas seja responsável: não destrua ninhos ou colônias já existentes para realizar a captura. A forma correta é coletar o ninho fazendo um buraco no tronco em que ele já reside, ou até mesmo criar suas próprias caixas com a autorização do Ibama. 

Outra medida fácil e correta é adquirir as espécies diretamente com criadores licenciados.

Sem ferrão não machuca?
Esse é o maior mito das abelhas sem ferrão. Essa própria frase está errada, já que as abelhas possuem, sim, ferrão. A diferença é que ele se atrofiou ao longo da evolução e deixou de ser um risco às pessoas.

O que também significa que as abelhas encontraram outras formas de se proteger. Ao se sentir ameaçadas, elas costumam se defender enrolando-se nos cabelos e roupas, mordendo partes do rosto, como o nariz, e o mais assustador: tentando entrar nos ouvidos e boca. 

Um véu simples já pode resolver esse problema - e nós indicamos.

Imagem padrão


O pior erro de todos: falta de informação

Criar abelhas Melíponas é um ótimo hobby e um investimento interessante. Mas elas também são parte vital do meio ambiente e precisam de cuidado. Se você se interessou pelo assunto, o primeiro passo é se informar nos locais corretos. Leia materiais mais completos ou até pesquiso cursos sobre. Em pouco tempo você pega a prática. 

Abelhas sem ferrão podem dispensar equipamentos de segurança mais reforçados, mas precisam do seu cuidado constante. 

Arkuero e os cookies: a gente usa cookies para personalizar anúncios e melhorar a sua experiência no site. Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.